Sobre o grupo

SAO PAULO, SP, BRASIL,  26_04-2013: GANG do Eletro (Foto: Julia Rodrigues)

Ouvir a Gang do Eletro pode causar movimentos involuntários de pernas, braços, ombros, pescoço e quadril.

Tudo começou em 2008, com um duo formado pelo talentoso Waldo Squash nas bases e o carismático Maderito no vocal, parceria que segue como a linha de frente do grupo. Pouco tempo depois, fizeram o convite para que se aliassem a eles William Love, que já havia participado de várias bandas de eletromelody e dai agregou-se mais uma voz às músicas da Gang com Keila Gentil, cantora com um rosto angelical e timbre poderoso.

Assim que a Gang do Eletro começou, passou a publicar algumas músicas na internet. O que foi suficiente para o público, que foi  conhecendo cada vez mais, atrair-se pela batida irresistível do grupo. Não demorou muito para que a banda se tornasse uma das maiores apostas da cena paraense e, em seguida, fosse conquistando o Brasil, com apresentações em palcos importantes, como o Sonár em São Paulo, o Recbet em Recife e o Terruá Pará, no auditório do Ibirapuera-SP e também no Theatro da Paz em Belém. O grupo continuou galgando degraus até assinar com a gravadora Deckdisc, ganhar o Prêmio Multishow 2012 na categoria “Revelação” e lançar seu primeiro álbum, “Gang do Eletro”, que foi lançado em abril de 2013. Não fosse somente isso, ainda esse ano foram eleitos, ao lado de Caetano Veloso, como o Melhor Show do Ano também no Prêmio Multishow.

Todas as músicas do disco foram mixadas, gravadas, produzidas e masterizadas por Waldo Squash, que tem influência de nomes como Daft Punk e Kraftwerk e já trabalhou com para diversos artistas, de Pet Shop Boys à Gaby Amarantos. O DJ também é grande responsável pelas bases das populares “festas de aparelhagem” de Belém, que são grandes eventos de tecnobrega. Além de ter se apresentado em Berlim no festival Worldtronics e esse ano seguiu com a Gang do Eletro para o festival South by Southwest.

O grupo continuou galgando degraus até assinar com a gravadora Deckdisc, ganhar o Prêmio Multishow 2012 na categoria “Revelação” e lançar seu primeiro álbum, “Gang do Eletro”, que foi lançado em abril de 2013.

As bases são inspiradíssimas e combinam o dance europeu, a cumbia, o carimbó, o reggaeton e o tecnobrega, entre outros ritmos, numa criação musical sem limites. As suas músicas compõem uma viagem não só auditiva, mas quase visual da cena urbana de Belém, que são anunciadas já nos seus títulos. “Vamos de Barco” com Waldo até a cidade, conhecemos a “Galera da Laje”, gravada por Gaby Amarantos em seu disco “Treme”, e a equipe “Tubagás”, das tradicionais festas de aparelhagem. A todo momento, entra-se na “Velocidade do Eletro”, deixando-se levar pelo “treme”, e “Dançando no Salão”, uma música do mais puro ritmo latino, o clima “Esquenta”. Completando as 10 faixas do álbum, ainda estão a futurista “Eletro do Robô”, “Una Cosa” e “Só no Charminho”.

Por isso vale a advertência: ouvir a Gang do Eletro pode causar movimentos involuntários de pernas, braços, ombros, pescoço e quadril. Continuar a audição é de sua total responsabilidade. Pode parecer um “piripaque”, como diz um dos grandes sucessos do grupo, mas é só o seu corpo se deixando levar pela batida cativante e ritmo envolvente do quarteto paraense. Ao terminar a audição da Gang do Eletro, seus músculos aos poucos relaxarão, mas os refrões continuarão a ecoar na sua cabeça por algum tempo. Continua sendo de sua inteira responsabilidade ouvir a banda. E um desafio não colocar no “repeat” e ficar viciado nesse novo ritmo excêntrico e original.

 

INTEGRANTES

SAO PAULO, SP, BRASIL,  26_04-2013: GANG do Eletro (Foto: Julia Rodrigues)Marcos Maderito

Um verdadeiro hitmarker do Pará. Assim é o cantor Marcos Maderito, responsável pela composição de grandes sucessos do eletromelody e tecnobrega. Começando sua carreira como compositor de músicas para as equipes de aparelhagens na capital paraense, Maderito se consagrou por sua personalidade única e seu carisma. uniu-se com o DJ Waldo Squash, que produzia as bases eletrônica para suas letras, e deram assim início a Gang do Eletro.

maderito@gangdoeletro.com.br

 

 

 

 

 

 

Waldo SquashSAO PAULO, SP, BRASIL,  26_04-2013: GANG do Eletro (Foto: Julia Rodrigues)

A mente por trás da bases eletrônicas que conquista o mundo e que fez os rapazes do Pet Shop Boys o convidarem para um trabalho em parceria, Waldo Squash é o DJ do quarteto. Com um trabalho que bebe em diversas fontes, como Daft Punk e Kraftwerk, Waldo começou a lidar com programas ainda cedo, aos 15 anos, com o incentivo do pai, proprietário de uma pequena aparelhagem. DJ Waldo Squash hoje é um dos grandes nomes em ascensão da música eletrônica no mundo, imprimindo um estilo único nas suas batidas tecnomelódicas.

djwaldosquash@gangdoeletro.com.br

 

 

 

SAO PAULO, SP, BRASIL,  26_04-2013: GANG do Eletro (Foto: Julia Rodrigues)

William Love

Um dos vocalistas da Gang, todo cheio de amor, como o próprio nome diz. Passando também por diversas bandas de tecnobrega da cena paraense, William acumulou bastante experiência num universo das festas de aparelhagens, e do mundo do melody, quando chegou para compor a  Gang do Eletro, se tornando um dos fronts mans da banda ao lado do antológico Marcos Maderito.

will@gangdoeletro.com.br

 

 

 

 

 

 

Keila Gentil SAO PAULO, SP, BRASIL,  26_04-2013: GANG do Eletro (Foto: Julia Rodrigues)

Grandes bandas têm grandes vozes. E a voz da Gang do Eletro, com timbre forte e potente, é ela, uma das musas do tecnobrega: Keila Gentil, que já atuou como vocalista de outras bandas, e se estabeleceu, a convite de Maderito e Waldo Squash, como front woman da Gang. É ela que cresce no palco e eletriza quando treme, só no charminho.

 keila@gangdoeletro.com.br

 

 

 

 

 

 

FOTOS JÚLIA RODRIGUES